Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

SEIS BOTÕES


16/06/2008
    Na contramão tecnológica, muitas empresas estão percebendo que mais é menos e vice-versa, quer dizer, em termos tecnológicos, o low-tech vem ganhando espaço e conquistando o consumidor graças à simplicidade em tudo. Seja pela conectividade universal ou pela utilização rápida que dispensa horas de esforço para aprender, é o clássico easy-going.

    Como exemplo, a filmadora digital Flip Vídeo que detém, nos Estados Unidos, 13% de share, não é tão avançada quantos as concorrentes, mas ganha mercado somente por permitir assistir clips curtos no computador. Seguindo a linha, o Wii da Nintendo que, ao contrário dos rivais, é sucesso de público graças aos poucos botões, ou seja, não há curva de aprendizado, todos podem jogar apenas movimentando.

    O estudo da Philips nos EUA revela que 2/3 dos norte-americanos perdem o interesse tecnológico quando o produto é muito complexo. Quando são simples e eficientes os fãs passam a espalhar pelo atual \'boca-a-boca\': a Internet.

    Outros estudos acadêmicos e de campo apontam a necessidade de simplificar a oferta de produtos e funcionalidades, diante da do mundo dominado pelo cansaço do consumidor provindo da sobrecarga de múltiplas opções de escolhas.

    O triunfo do low tech mostra que para se conquistar o consumidor não é preciso tanto, basta ser simples.