Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

SAI LULU


12/05/2005

   
Século XXI, sai de cena o "Clube da Luluzinha" com "meninos não entram" e surge o time da "Meninas Superpoderosas" com o "no rules" - sem regras. E esse novo comportamento, com as mulheres deixando de lado a postura submissa, para uma conduta muito mais agressiva e dona de si, está levando à loucura, literalmente, as sex shops.
    No Brasil, a indústria do sexo movimenta cerca de R$900 milhões por ano, uma ninharia se comparado aos EUA que chega a US$10 bilhões, entre sites, produtos e serviços. Por aqui, são cerca de 600 lojas espalhadas por todo o território nacional e o setor ainda é embrionário, segundo especialistas.

    As lojas atentas estão acompanhando as novas consumidoras e oferecendo produtos, cada vez mais sofisticados e caros, e para tentar destacar-se discretamente, vale até butique com cara e bolsa de butique com andar exclusivo de produtos.