Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

REDE INDIVIDUAL


13/04/2011

Contrariando a expectativa das empresas, a maioria dos 60 milhões de brasileiros em redes sociais não usa os sites para estabelecer uma relação de envolvimento com elas. Quem afirma é o relatório da Razorfish, feito com 100 mil pessoas no mundo. Para 56% dos brasileiros, dentre os dois mil ouvidos por aqui, a relação de proximidade com as empresas ocorre independente das redes sociais. "Para acontecer um engajamento vai ser preciso trilhar um outro caminho, mais individualizado e focado naquilo que o internauta busca, respeitando os espaços", explicou Fernando Tassinari, gerente da empresa.

A publicidade em celulares e os sites Linkedin e Facebook são os canais em que menos são percebidos os elementos que indicam algum engajamento dos internautas com as empresas, como confiança e relevância no que está sendo postado.

Pesquisa da Google mostra que no Brasil, seis entre cada dez pessoas entram diariamente em redes sociais, o nível mais alto do mundo.