Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

PEQUENOS E VORAZES


30/06/2006

A pesquisa realizada pela InterScience no Rio e em São Paulo com 1,5mil mães entre 18 e 44 anos das classes A, B, C e D, com filhos entre 2 e 14 anos de idade, revelou que as crianças  são responsáveis por 23% do valor gasto pelas famílias com as compras de supermercado .  Ainda, na decisão de compra de produtos alimentícios e marcas destinadas a elas, as crianças respondem por 36%, independente de estarem juntos com as mães no supermercado. Cerca de 57% dos responsáveis não levam as crianças ao supermercado, mas recebem encomendas de 61% dos filhos e 32% pedem pela marca.

Atentos a este mercado, muitos fabricantes estão desenvolvendo produtos específicos como a Henkel que lançou um kit com produtos para ser vendido fora do período de volta às aulas, como o Pritt Paint Ball que vem sacola plástica com tubos de roller-ball de tintas. A cola Tenaz, por exemplo, terá rótulos para meninos e meninas, tudo acompanhado de heróis em quadrinhos, que é o sonho de consumo da garotada. A Seara, rendendo-se a este público, está lançando o Dino Nuggets e o Coloritos que são nuggets em formato de dinossauros e coloridos, respectivamente.

Para as mães, segundo a pesquisa da TNS InterScience, a compra é determinada pela visibilidade da marca, da qualidade, da boa relação custo-benefício e pela preocupação com a saúde das crianças , preferindo adquirir produtos saudáveis e enriquecidos como vitaminas, de marca conhecida; Apesar de considerarem  os refrigerantes, as balas e os salgadinhos de pacotes, inadequados para os filhotes, não resistem ao apelo desse  consumidor-mirim; As embalagens que estampam informações úteis e que sejam práticas, não necessitando de tesouras e facas, são as preferidas pelas mães.  

 Quanto  aos consumidores-mirins, a pesquisa  revela  que a propaganda e os amigos são decisivos e altamente influentes. Os filhos menores preferem produtos que ofereçam brindes ou joguinhos, embalagens coloridas e ilustradas com personagens da moda (Garotas Superpoderosas, Bob Esponja, entre outros) e o mais importante, as crianças não gostam de propaganda enganosa e reclamam.