Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

PEDRA X VIDRAÇA


12/03/2004
PEDRA X VIDRAÇA
    Queda de quase 4% no comércio, desemprego beirando os 11%, recuo de 18% dos empréstimos feitos pelas empresas, previsão de crescimento do PIB abaixo de 2%, 13 meses de governo, 21 viagens internacionais, taxas de juros na casa dos 16%, muita propaganda na área social, mas efetivamente, resultados pouco práticos.
    A 1ª fase do governo Lula foi marcada por muita expectativa e como os resultados não se concretizaram há uma crítica muito grande, principalmente, porque na "Carta ao Povo Brasileiro" assinada pelo então candidato Lula em junho/2002, criticava-se veementemente o governo FH, dizendo que ele deveria romper com o modelo de estabilidade sem crescimento, de juros indecentes e da falta de emprego. Exatamente o que está sendo vivido agora.
    Devido à abertura de mercado e à globalização, as empresas brasileiras tiveram que se modernizar, mas apesar dos esforços a economia está em marcha em lenta e o "espetáculo do crescimento" ainda não aconteceu.