Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

O IMPORTANTE É COMPETIR


25/09/2008

    O olhar a longo prazo no marketing esportivo é a principal jogada de algumas empresas para superar possíveis decepções com patrocínio de atletas olímpicos. O importante, segundo Claudinei Santos, diretor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), é tirar vantagem da desvantagem e não associar o investimento às medalhas ou conquistas. É o caso do chinês Liu Xiang, principal esperança de medalha de ouro nos 110 metros com barreira e que, minutos antes da prova, desistiu de competir. A Nike, sua patrocinadora, em sua nova campanha, vai apelar para o aspecto sentimental com a peça "Ame a glória. Ame a dor. Ame o esporte mesmo que ele quebre seu coração. Apenas faça".

    Já a Samsumg criou o conceito "Medalha Azul", que associa as conquistas e evolução de desempenho dos atletas com o que os produtos da marca podem oferecer aos consumidores. A estratégia não leva em consideração as conquistas de medalha, mas sim o fato dos atletas serem apostas olímpicas, para associar a marca a seus altos níveis competitivos. A Caixa Econômica Federal tem objetivos semelhantes. O banco pretende desenvolver o esporte e formar talentos a longo prazo, e seus investimentos estão relacionados aos projetos desenvolvidos junto às confederações.