Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

OS GASTOS DAS LOBAS


12/03/2007

O estudo Comportamento de Compra do Consumidor de Roupas de Cama, Mesa e Banho do Instituto de Marketing Industrial (IEMI) com uma amostra de 2,6 mil pessoas em todo o país mostra que os artigos são comprados, na sua esmagadora maioria, por mulheres,  96%.
   
Dentro desse universo de  consumo, as mulheres na faixa dos 40 anos gastam 24% a mais do que a média, sendo que o tíquete médio é de R$500,0 e nas classes AB chega a R$950,0 por ano.
  
Aproximadamente, 28% dos consumidores das classes AB e 35% das classes CDE realizaram a compra para substituir uma peça. A diferença de gastos entre as classes A e E varia seis vezes, enquanto que a renda das classes chega a variar até 45 vezes.
  
Outro dado interessante, quase 60% das consumidoras classes AB lembravam da marca do último artigo que haviam comprado, mostrando a importância da grife para essas pessoas.
  
A produção brasileira de artigos de cama, mesa e banho é da ordem de 822 milhões de peças por ano. Em 2005, as vendas da indústria somaram US$3,1 bilhões.  Da produção que fica no mercado interno, 54% é consumido pelas classes AB e 30% pela classe C.
 
O setor é altamente concentrado e as grandes marcas são conhecidas pela maioria dos consumidores. Contudo, em quatro anos, surgiram 200 novas marcas que começaram a competir com as grandes.