Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

NEM TÃO BLINDADO ASSIM


05/04/2012

A criação da Apple Store revolucionou a maneira pela qual as empresas tecnológicas interagem com os clientes e programadores. Isto porque a empresa teria de aprovar cada aplicativo que chega aos aparelhos de seus clientes. Na prática, foi montado um ambiente  controlado pelos usuários da Apple. Porém, com o seu crescimento - hoje, a loja tem quase 600 mil aplicativos - ficou difícil aprovar rapidamente cada conteúdo e a empresa começou a deixar passar aplicativos que desrespeitam as regras. Para a Apple, monitorar a App Store é uma tarefa repetitiva e frustrante.     

Algumas empresas conseguem burlar o sistema da Apple. Estar na lista dos aplicativos mais populares da Apple Store é como "estar em um terreno de vista para o mar", segundo Chang Min Pak, executivo da GTekna, que se dispõe a fazer qualquer aplicativo entrar na lista dos mais populares. Para isso, cobra de US$ 9 mil a US$ 13 mil. Porém, Pak não diz como consegue. Aproximadamente 63% dos downloads são feitos por clientes que consultam a lista dos mais procurados.      

Em fevereiro, a Apple anunciou uma política que exclui desenvolvedores que usam serviços que prometem classificações elevadas. Com isso, o número de downloads caiu 24% em janeiro e fevereiro.

O ambiente blindado criado por Jobs significa que a Apple tem menos experiência em enfrentar intrusos com intenções dúbias do que empresas como o Google, que há muito tempo enfrenta tentativas de manipular resultados de pesquisas.