Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

NA CONTRAMÃO DA SEGURANÇA


12/05/2005


  O furto em lojas nos EUA não param de crescer, bem como o investimento em sistemas de proteção para evitar que isto aconteça. Segundo a consultoria Gartner, em 2004, o roubo de mercadoria em lojas norte-americanas atingiu os US$40,0 bilhões enquanto que o nº de tentativas frustradas pela vigilância aumentou 72%.
    De acordo com a Merchant Risk Council, o gasto em segurança no varejo atingiu os US$9 bilhões e ainda, apesar dos gastos, 60% dos comerciantes afirmaram que a sofisticação dos roubos também aumentou e 77% admitiram pelo menos 1 incidente de roubo em suas lojas.
    Na rede Wal-Mart, o prejuízo atingiu US$1,5 milhão em quase 100 lojas com a troca de etiquetas de produtos mais caros pelos baratos o que foi facilitado pela desatenção dos caixas.

    Além dos furtos de mercadorias, é crescente a venda indevida de produtos e/ou serviços, quer dizer, são os chamados "espertalhões virtuais" que usam a web para vender produtos abaixo da tabela, muitos pirateados. A empresa americana Net Enforcers - especialista na "caça" destes fraudadores - localiza em média, de a 10 a 20 mil transações suspeitas por dia.