Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

NADA MONOLÍTICO


23/05/2011

Os integrantes do segmento C2 emergiram da classe D e ocupam agora  8,6 milhões de lares.  Possuem uma renda média familiar de R$ 993 e se coloca um degrau abaixo da tradicional C1, composta por 7,5 milhões de residências com renda de R$ 1.391,00. Conforme estudo da Nielsen, portanto, 53,5% das pessoas da classe C pertencem ao segmento C2. Embora integrem a mesma classe, as diferenças entre elas vão além da renda. No segmento C1, a maior parte dos consumidores procura variedade de marcas e faz suas compras de uma só vez a cada 15 dias, a maioria dos integrantes da C2 escolhe seus produtos por preço e promoção. As compras são picadas geralmente.

De acordo com a Nielsen, o segmento C2 possui um perfil "batalhador". Sua meta na vida é a união da família e estão habituados a ir aos supermercados da vizinhança no período da manhã e não acreditam em propaganda (exceto a religiosa). Diferente do C1, definido como "consciente" e que usa a propaganda para conhecer novas marcas. Fazem compras quinzenalmente em supermercados maiores e acompanhados de toda a família. Sua meta de vida é ter estabilidade.