Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

MODERNOS ATÉ HOJE


04/12/2009

          Que as preferências dos adolescentes mudam de geração em geração é obvio, mas a novidade agora nos estudos recentes é um quadro multifacetado e surpreende. As conclusões desses estudos reforçam muito do que se supõe sobre dois fatos unânimes: os adolescentes adoram tecnologia e, para eles, o celular é essencial. Segundo a pesquisa "Teens and Technology", 92% dos pesquisados sentem-se à vontade com tecnologia e 77% afirmam que ela é a melhor forma de socializar-se com amigos. Já em uma enquete da revista Seventeen, o celular é o principal objeto de desejo, com 58% dos votos, à frente de roupas e carros. "O celular é visto pelo adolescente como uma extensão do próprio corpo e o vínculo aumentou com a crise, por causa da variedade de conteúdo e aplicativos de baixo custo", afirma Ann M. Mack, diretora de tendências da agência de publicidade JWT.

 

           Apesar desse apego todo à tecnologia, nunca houve uma geração de adolescente tão cheia de nuances como a atual. É impossível rotulá-la, diz o diretor-executivo de criação da Y&R, Damon Collins.

 

          As curiosidades e surpresas se multiplicam. Na Inglaterra, o consumidor teen acessa o Facebook cinco a seis vezes por semana, em média, mas não é o principal usuário do Twitter, no qual as pessoas escrevem pelo celular. Compras on-line são impopulares, já que muitos adolescentes não têm cartão de crédito. O YouTube é utilizado principalmente para acessar o conteúdo em outras mídia, como os animes.

 

          Uma grande mudança está nos videogames, que passou a atrair meninas desde o lançamento do Nintendo Wii. Já o Marketing na internet só é bem-vindo quando envolve humor. Os jovens aprovam o marketing viral, mas ignoram os pop-ups e banners.