Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

É HORA DAS VITAMINAS


26/04/2004

É HORA DAS VITAMINAS 

Devido aos males da sociedade pós-moderna - stress, fadiga e desânimo - o  ser humano vem recorrendo às pílulas mágicas, quer dizer, aos suplementos alimentares vendidos em cápsulas ou polivitamínicos ou OTC - Over The Counter (medicamentos vendidos fora do balcão, sem receita médica).

Segundo pesquisa do Ibope Target Group Index,  são cerca de 2,8 milhões de consumidores e um mercado que fatura ao ano, aproximadamente, R$200 milhões, cerca de 5% do total de R$4 bilhões do setor de medicamentos em todo o Brasil. E mais, cerca de 54% dos consumidores são homens, sendo que, 46% são da classe A/B, na faixa etária dos 25 aos 44 anos.

Uma briga de gigantes, com investimentos astronômicos, em 2003 foram investidos cerca de R$12,78 bilhões na promoção destes produtos. Eles são altamente rentáveis, produtos globais, são vendidos da mesma maneira em todo o mundo, representando economia de escala e não sofrem controle de preço.

Quanto à quantidade de consumidores, a marca Centrum detém 37% dos consumidores e é consumido principalmente pelas classes A e B, na faixa entre 20 e 34 anos; o Vitasay detém 31%, homens das classes D e E; Stresstabs detém 29%; Supradyn detém 28%; Virilon com 20%; Pharmaton com 16% e Zincovit com 15% são mais consumidos por prescrição médica.