Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

DESVENDANDO O MUNDO VIRTUAL


23/01/2008

    De acordo com a consultoria Accenture, mais e mais as decisões de compra são influenciadas pelas discussões acerca de produtos e serviços nos ambientes virtuais.

    É fundamental que as empresas voltem seus olhos para os meios digitais para entender melhor os seus possíveis consumidores, especialmente se esse público-alvo estiver entre a faixa etária de 12 a 18 anos. A Accenture, depois de conduzir uma pesquisa nos EUA, Europa e Ásia, concluiu que os adolescentes têm papel decisivo nas opções de consumo da família, já que eles são os que mais se interessam pelas novidades tecnológicas. O poder de compra do público jovem dobra a cada dez anos e atinge anualmente US$ 40 bilhões.

   
O levantamento constatou a existência de oito segmentos diferentes de consumidores. São eles:

   
Pioneiros - famílias ou casais sem filhos dispostos a gastar quantias elevadas com as últimas novidades tecnológicas;
    Tecnocêntricos - as decisões de compra na casa são tomadas de forma coletiva, com forte participação dos filhos adolescentes;
    Utilitários - sem filhos, consideram a web útil, mas acham que não atende a todas as suas necessidades;
    Básicos - de baixa renda, dedicam pouquíssimo tempo à internet e à televisão, ainda menos do que o grupo dos "utilitários";
    Familiacêntricos - usam a internet apenas para se comunicar;
    Socialites - sem filhos, gostam de criar conteúdo na internet;
    Jovens Casais - de alta renda, são casais sem filhos ou com crianças pequenas ou pré-adolescentes. Gostam de adquirir produtos que divirtam a família;
    Criadores - usuários frenéticos de computadores, utilizam as tecnologias mais avançadas para criar e dividir conteúdo na rede.