Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

DEBANDADA COLETIVA?


19/10/2012
Após um boom de sites de compras coletivas, a febre parece ter passado. Agora, Groupon, Peixe Urbano e ClickOn precisam se reinventar para não ficar no modismo. Nos últimos seis meses, mais de 20% dos sites de compra coletiva no Brasil fecharam as portas, chegando a um total de 800. O número 1 do Brasil, Groupon, é uma das 20 empresas que mais recebem queixas no Procon de São Paulo e a segunda do site Reclame Aqui. Já o Peixe Urbano, segundo maior, demitiu recentemente 200 funcionários. O Clickon, por sua vez, saiu de metade das mais de 40 cidades em que atuava. 

Depois de crescer 570% em 2011, o mercado de compras coletivas fechou o primeiro semestre de 2012 estagnado. Já o comércio eletrônico em geral cresceu 20% no mesmo período. Parece que o setor entrou em um círculo vicioso. Como o número de cupons vendidos caiu nos últimos meses, algumas empresas aumentaram a comissão que cobram dos lojistas. Os comerciantes, para compensar esse aumento, passaram a oferecer serviços de qualidade inferior aos clientes. O resultado disso tem sido a constante insatisfação dos consumidores, que passaram a comprar menos cupons. O fim da lua de mel entre consumidores, lojistas e empresas é um fenômeno mundial. No último trimestre, o Groupon apresentou queda de 5% em suas vendas globais.

Para reverter isso, os sites tentam se reinventar. O Peixe Urbano diversificou as ofertas e adquiriu sites como o Zuppa, de restaurantes, e O Entregador, de entrega de comidas. Até o fim do ano, lançará um duia de serviços, com base na sua lista de parceiros, que incluirá bares, hotéis e restaurantes. Já o Clikon, sem apetite para aquisições, vai continuar apostando nas compras coletivas, com o objetivo de se tornar referência de serviços baratos. 

ICQ, Second Life, Mypace da fama ao ostracismo. Será este o mesmo destino dos sites de compras coletivas?