Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

DA POBREZA À PROMESSA


31/03/2006
     A Índia, ex-colônia britânica, enfrentou um árduo processo de independência em 1947, perdeu partes do seu território (Paquistão e Bangladesh), dois governantes (Indira e Rajiv Gandhi) foram mortos por motivos políticos, viveu extrema pobreza na década de 70 com a morte de milhões de pessoas por falta  de víveres.  
     Entretanto, jamais sofreu um golpe de estado ou ditadura militar, suas raízes históricas denotam uma forte atividade intelectual abstrata, o que é primordial à TI . Eles contribuíram na matemática  (invenção do zero e dos algarismos decimais) e sua tradição espiritual valoriza a reflexão e o pensamento. No seu rígido sistema de castas, ainda vigente, o estudo dá grande prestígio social e a possibilidade de um menino de rua tornar-se um eminente pesquisador - há dezenas de centros de pesquisa no país onde o setor privado é o principal investidor.  
     Como ex-colônia britânica, o inglês foi a  2a língua e na década de 70/80 boa parte dos estudantes de doutorado das universidades inglesas e norte-americanas eram indianos.  
      A Índia tem sido considerada uma inovação em termos de desenvolvimento econômico graças a uma política orientada para o liberalismo econômico com a abertura de capital e manutenção da democracia.  A  carga tributária é de 15% do PIB e tem-se mantido estável há muitos anos. Público e privado andam de mãos dados com os dois olhos no futuro.