Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

DANDO TIRO NO PÉ


22/01/2004
DANDO TIRO NO PÉ
    A Medida Provisória nº 135, editada em 31/10/2003, aumentou a alíquota da COFINS - Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, de 3 para 7,6% e com isso atingiu, em cheio, o setor de centrais de relacionamento que emprega, cerca de 500 mil pessoas, sendo  40% de  jovens, em seu 1o emprego.
    Antes da MP, havia uma perspectiva de crescimento de 50 mil novos postos por ano. Agora, se nada for feito, haverá demissão de 5% dos funcionários, num primeiro momento, aumento dos custos e perda de competitividade. Se por um lado o governo desonerou o setor industrial, por outro, encurralou o setor de serviços com a cumulatividade e o temível efeito cascata.
    Para se ter idéia, o fim da cumulatividade e o aumento da alíquota do PIS - Programa de Integração Social proporcionou um aumento de 38,14% na receita que atingiu R$12,65 bilhões, no período de janeiro a novembro de 2003. Só que de acordo com a Receita Federal, o crescimento foi de apenas 2,08% corrigindo os valores pelo IPCA - Índice de Preços ao Consumidor Amplo.
Polêmicas à parte, a verdade é que o setor vinha mantendo níveis estáveis de crescimento, apesar de toda crise, e que com a reforma tributária ele pode naufragar.