Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CRISE? QUE NADA!


07/01/2004

CRISE? QUE NADA!

Reagindo à crise mundial, os investimentos de mídia cresceram 7,1% em 2002, ficando em US$ 74,2 bilhões.

Do bolo total de mídia, os Estados Unidos ficaram com 50,2%; a Europa com 31,1%; a Ásia com 13,3%; a América Latina com 3% e queda de 4,7%; Canadá com 1,5%; Oriente Médio com 0,7%; a África com 0,3%.
Os setores que mais compraram mídia foram: automotivo com 25,9%; cuidados pessoais com 20%; alimentos com 13,8%;farmacêuticos com 5,6%; eletrônicos com 4%; telecomunicações com 3,3%; computadores com 3,2%; cerveja, vinho e destilados com 2,3%; varejo com 2,1%; cartões de crédito com 1,5%.

No Brasil, a Telefônica teve investimentos de US$91,7milhões, aumento de 5,8%; Casas Bahia com US$72,9milhões, aumento de 21,2% e Unilever com 67,6milhões, aumento 15%.