Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CORRENDO ATRÁS


30/07/2003
CORRENDO ATRÁS
    O Banco de Minas Geras - BMG está, literalmente, botando "pé na estrada" e indo atrás dos clientes, seguindo o modelo porta a porta das empresas de cosmético no Brasil.
     Essa estratégia, pouco convencional, quadruplicou as operações de crédito do banco que saltaram de R$ 232milhões em 1999 e atingiram R$ 900 milhões em junho de 2003.
     O BMG usa o "agente bancário", cerca de 10 mil, que são prestadores de serviço que oferecem, gratuitamente, aos possíveis clientes uma palestra de como gerir as finanças pessoais . Eles recebem uma percentagem de cada venda realizada, normalmente, cartões de crédito e financiamento com desconto direto em folha de pagamento.
    São 8 escritórios de representação, nenhuma agência e uma clientela de 700 mil pessoas, onde a grande maioria ganha, em média, cerca de R$ 600,00 por mês. Sua meta é ter uma carteira com 1,5 milhão nos próximos 10 anos.
    Uma estratégia que está sendo seguida também pelo HSBC que detém 414 consultores financeiros treinados e pelo Banco Rural que possui 319 gerentes trabalhando nas ruas.