Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CONSUMIDOR BLASÉ


16/06/2008
    Dados do Núcleo de Estudos a Embalagem indicam que em 2003, 121 mil produtos chegaram ao varejo mundial; em 2007, o número mais do que dobrou para 269,3mil. E mais, em outro levantamento apresentado no International New Products Forum 2008, mostrou que, só em alimentos, são lançados 300 novos produtos por dia.

    Em recente pesquisa feita pelo IBOPE a pedido da consultoria de marketing francesa Produto do Ano sobre a opinião e a atitude do consumidor diante dos lançamentos mostra que 41% dos brasileiros consumidores afirmam que não há produtos novos no mercado. Quando perguntado sobre o que mais atrai em um produto novo, 60% responderam que a famosa relação custo-benefício, e 57% afirmaram "que seja mais natural". Na Europa, o nível de insatisfação dos consumidores com o volume de novidades oscila entre 40% e 45%, segundo a PDA.

    O esforço atual das indústrias de bens e serviços é testar inovações, mesmo que não tão relevantes mas que, em algum momento, podem reverberar.

    Vivemos um paradoxo: a imensidão de novidades é tamanha que não é assimilada. Para a especialista em psicologia econômica, Vera Ferreira, por mais que o consumidor não assimile tantas novidades, ele continua comprando em ritmo acelerado. " O seu nível de atenção depende das suas necessidades materiais e psíquicas.