Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CONECTIVIDADE x VISIBILIDADE


21/01/2009
    A popularidade em redes de relacionamento pode mudar a vida dos usuários da web. A exposição em sites como MySpace, YouTube e Flickr pode garantir fama para os anônimos. Lauren Luke é uma delas. Após receber milhões de acessos no Youtube com as aulas em vídeo sobre aplicação de maquiagem em estrelas como Leona Lewis, Kylie Minogue e Britney Spears, ela ganhou uma coluna de beleza no jornal "Guardian" e vai projetar uma nova linha que leva seu nome para a Barry M, empresa de cosméticos.
    Muitos ganham parte de suas rendas por meio das receitas dos sites. Kevin Meredith, que compartilha fotografias no Flickr, avalia que 25% da sua receita anual vem da fotografia, com quase 9 mil libras esterlinas geradas através do site. Ele tem mais de 8,7 mil seguidores e em setembro lançou seu primeiro livro, Hot Shots, publicado pela editora Rotovision. Já Paul Giffiths, que trabalhava como operador de telemarketing e tinha 10 mil amigos no MySpace, começou a divulgar camisetas para venda on-line. Hoje, com 21 anos, já lançou a marca Babycakes e passou a vender 500 mil libras esterlinas em todos os tipos de roupa.
    Porém a retração econômica levou muitas pessoas a questionarem o modelo de negócio das redes sociais Donos de grifes manifestaram mal-estar por terem seus anúncios ao lado de conteúdo gerado por usuários. Segundo o instituto de pesquisa Emarketer, os gastos publicitários em redes sociais cairão de US$ 1,8 bilhão para US$ 1,3 bilhão em 2009.  O crescimento dessas redes é muito acelerado, o que nos leva a indagação: Será que o volume de pessoas conectadas vai dificultar a visibilidade dos empreendedores?