Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CLIENTE INVISÍVEL


03/01/2005

    De acordo com a pesquisa realizada pelo ABN-Amro Bank, o que um cliente de private banking - cliente milionário, não quer, é ser  identificado publicamente. A principal regra de um gerente que atende a este consumidor, é a discrição.

    Mas, a disponibilidade e a cortesia também são vitais, porque o que o cliente private deseja é ter confiança no seu gerente e só depois vem a preocupação com a rentabilidade, porque os produtos ofertados pelos bancos são muito parecidos. Eles são exigentes e apreciam nos gerentes que cuidam das suas contas, a  capacidade de ouvir e entender as suas necessidades e a competência técnica para aconselhar sem, jamais, perder de vista a privacidade.

    Estima-se que o mercado brasileiro de private banking seja de mais de US$150bilhões, sendo que  os investimentos preferidos são: 1o as contas off-shore com 52,2%; em 2o o mercado internacional com 19,6%; em 3o os fundos de investimento  com 19,6%; em 4o as ações com 5,4%, em 5o os títulos públicos com 2,2% e em 6o outros com 1%.

    Na busca deste suculento filão, grande parte dos bancos, oferece aos clientes produtos que eram restritos aos investidores institucionais.