Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

CAMPANHA ANTIAÇÚCAR


20/06/2012

A iniciativa da Secretaria de Saúde de Nova Iorque de estampar nos vagões do metrô anúncios alertando para a quantidade de açúcar em bebidas não alcóolicas uniu as principais concorrentes do setor. Coca-Cola e PepsiCo decidiram confrontar as autoridades sanitárias e realizaram a primeira campanha publicitária conjunta da história da indústria de refrigerantes. A ação promete ajudar a combater a queda nas vendas do setor, que movimenta US$ 74 bilhões anuais. Recentemente a indústria gastou dezenas de milhões de dólares para derrubar a proposta de aumento nos impostos as bebidas com açúcar no Estado de Nova Iorque. 

Os anúncios contra o açúcar mostram uma nuvem de sachês de açúcar sendo derramados e transformando-se em gorduras escorrendo sobre embalagens de bebidas. PepsiCo, Coca-Cola e ABA gastaram US$ 70 milhões em campanhas de lobby e em anúncios desde o início de 2009. Na campanha de combate, os anúncios mostram trabalhadores das empresas empurrando carrinhos de mão cheios de garrafas de refrigerantes, sucos, bebidas isotônicas e água, nos quais se lê: "Mais escolhas. Porções menores. Menos calorias. As empresas de bebidas dos EUA estão trabalhando".

 Aproximadamente 90 milhões de americanos são considerados obesos. Seja qual for a causa, a obesidade nos EUA traz um custo financeiro alto, em 2008 o custo chegou a US$ 147 bilhões.