Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

BRIGANDO PELO CHÃO


12/06/2005
    A brasileira CVRD - Companhia Vale do Rio Doce, 4ª maior companhia de mineração e de metais do mundo, com lucro histórico de R$1,65 bilhão apenas de janeiro a março de 2005 é a companhia de capital aberto, não estatal, com o maior lucro em um 1º trimestre.
    Mas, como todo sucesso tem seu preço, a Vale enfrenta, provavelmente, o maior desafio da sua história, o SDE - Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça que decidiu por fim ao "Acordo da Casa da Pedra" - mina que fica em Congonhas, MG - e a reduzir a participação acionária da empresa na MRS Logística que é responsável pela malha ferroviária do Sudeste. Tudo isso, para tentar corrigir os erros da privatização "feita às pressas", segundo alguns especialistas.
    Ao constatar a anomalia, o CADE estudou o processo e recomendou o descruzamento das operações, pois quando a CSN foi privatizada a Vale entrou no grupo de controle acionário da mesma e vice-versa
    Surgem acusações de todos os lados e os principais interessados no desmantelamento das operações da mineradora são os concorrentes como a Gerdau do empresário Jorge Gerdau Johannpeter e a CSN de Benjamin Steinbruch.
    O fato é que a briga tornou-se acirrada com o aumento das importações por parte da China que saíram de 7,5% e 25 milhões de toneladas em 1992, indo para 34,7% com 208milhões de toneladas em 2004. Hoje, a tonelada de ferro vendida no Brasil é de aproximadamente US$20,0 sai para os chineses a US$60,0.