Informativo eletrônico que amplia a compreensão do nosso principal foco: as pessoas, seus comportamentos e como elas evoluem.

BALCÃO VIRTUAL


18/08/2004
    Que a web cresce isso  não é novidade,  novidades são as aplicações que ela ganha no dia-a-dia, de pesquisa de preço de fogão a manual para confecção de bomba atômica, tem de tudo, muito.
    Hoje, cerca de 33 milhões de brasileiros que acessam à web, seja de casa, do escritório, das escolas e universidades, cybercafés, entre outros, o que representa cerca de 19% da população e põe o Brasil no cenário mundial como um dos líderes quanto à sofisticação na forma e à intensidade de uso. Além de surfar pelas dezenas de milhões de páginas, pode-se trocar e-mails, escutar rádio, baixar músicas e filmes e mais uma dúzia de outras coisas.
    Em casa, o tempo médio de navegação é de 823 minutos, superando os EUA com 801minutos e perdendo apenas para o Japão com 860 minutos. Segundo o Ibope/NetRatings, cerca de 75% dos internautas consultam a web sobre preços e modelos de carros, antes de efetuarem as compras nas lojas. O número de pessoas que tem acesso à web cresceu 72% entre o 1º trimestre de 2002 e o de 2004, enquanto que na Espanha o crescimento foi de 50% e na Alemanha de 25%.
    Mas, apesar das boas previsões, muitas empresas estão ainda reticentes quanto à web devido a "chuva de números", quer dizer, ninguém sabe ao certo ou com razoável certeza, quais os números da Internet no Brasil, isto ocorre devido a grande salada de dados que  são gerados por enquetes colocadas em sites diversos que acabam se  misturando aos números coletados por  qualificados Institutos de Pesquisa.